Notícias

 

28/3/2011
Controle da Usiminas deve mudar sem os empregados

Diante da perspectiva de deixar de ser detentora de 10,1% de ações ordinárias em 2016 e consequentemente perder o seu direito de voto, a Caixa de Empregados da Usiminas (CEU) resolveu vender a sua participação na siderúrgica mineira. Com a venda dos papéis, o bloco de controle da companhia poderá mudar. Hoje ele é formado pelas nacionais Camargo Corrêa, Votorantim, Previ e CSN e pelo grupo japonês liderado pela Nippon Steel. A CEU contratou o Credit Suisse para avaliar sua participação, que chegou a ser cotada em R$ 1,3 bilhão pelo valor da Bolsa de Valores na semana passada.

Na última sexta-feira, as ações ordinárias da Usiminas registraram alta de 37,83 % no ano, enquanto as preferenciais (Usim 5), que recebem dividendos, subiram apenas 2,32%.

 
         
Rua Doutor Alceu de Campos Rodrigues, 566 - Conjunto 1 - CEP 04544-001 - Itaim Bibi - São Paulo - (11)3849 -3746

Desenvolvido por Diego Fávero