Notícias

 

25/2/2016
Vale tem prejuízo de R$ 44,2 bi em 2015

É a primeira perda anual já registrada pela mineradora desde sua privatização

A Vale teve prejuízo líquido de R$ 44,2 bilhões em 2015, a primeira perda anual já registrada pela companhia desde a privatização, de acordo com levantamento da Economática. A mediana das estimativa de mercado era de prejuízo de R$ 12 bilhões, segundo projeções de 16 analistas ouvidos pela Bloomberg. Em 2014, a empresa teve lucro líquido de R$ 954milhões.

No quarto trimestre o prejuízo foi de R$ 44,213 bilhões. A mediana apontava para a perda de R$ 855 milhões. Em igual período de 2014, a Vale teve prejuízo de R$ 4,7 bilhões.

O resultado foi divulgado em meio a um panorama sombrio que conjuga a queda dos preços do minério de ferro, a forte depreciação do real e o rompimento da barragem da Samarco,l que vitimou 19 pessoas.

"A redução de R$ 45,167 bilhões no lucro líquido deveu-se, principalmente,à menor margem Ebitda, aos maiores impairments registrados em 2015 e ao efeitonegativo nos resultados financeiros da depreciação ponta a ponta do real contra o dólar de47% em 2015", diz a mineradora em comunicado.

O desempenho da empresa foi afetado, principalmente, pela queda do preço do minério de ferro e de outras commodities, como o níquel. A tonelada de minério de ferro chegou a cair abaixo de US$ 40 em 2015, o menor preço em 10 anos.

O preço internacional da tonelada de minério de ferro passou de US$ 96,7 em 2014 a US$ 55,5 dólares em 2015 (-43%), e o preço de outros minerais exportados pela Vale também caiu: o níquel retrocedeu 30%, o cobre 20%, o carvão metalúrgico 18%.

Isso não só afetou a receita da companhia como a levou a ter de fazer baixas contábeis. A queda ocorre por duas razões: o menor apetite chinês pelo minério e a entrada em operação de novos projetos, ampliando a oferta mundial do minério.

A tendência é que os preços continuem baixos neste e no próximo ano. A Moody's estima o preço médio de US$ 45 em 2016 e 2017

Esse cenário tem afetado outras mineradoras. A concorrente australiana BHP Billiton teve lucro líquido em 2015 de US$ 1,9 bilhão. Desde 2010, ela registrava lucro bilionário de dois dígitos. Já a anglo-australiana Rio Tinto teve perda de US$ 866 milhões em 2015.

De acordo com a Vale, os custos e despesas totalizaram R$ 76,398 bilhões em 2015, aumentando R$ 7,847 bilhõesem relação a 2014, devido, principalmente, ao impacto da variação cambial nos custosdenominados em dólar, como, por exemplo, os custos com frete marítimo de minério de ferroe os custos das operações de metais básicos fora do Brasil.

A dívida bruta totalizou US$ 28,853 bilhões em 31 de dezembro de 2015, com leve alta em relação aos US$ 28,675 bilhões de 30 de setembro de 2015, mas em linha com os US$ 28,807 bilhões de 31 de dezembro de 2014.

"Após opagamento de dividendos de US$ 1,5 bilhão em 2015, a dívida líquida totalizou US$ 25,234bilhões em relação à posição de US$ 24,685 bilhões em 31 de dezembro de 2014 e àposição de US$ 24,213 bilhões em 30 de setembro de 2015. A posição de caixa em 31 dedezembro de 2015 era de US$ 3,619 bilhões. O prazo médio da dívida em 31 de dezembrode 2015 foi de 8,1 anos e o custo médio foi de 4,47% por ano", diz a Vale.

Fonte: O Globo

http://oglobo.globo.com/economia/negocios/vale-tem-prejuizo-de-442-bi-em-2015-18745358#ixzz41BOWOg9h 

 
         
Rua Doutor Alceu de Campos Rodrigues, 566 - Conjunto 1 - CEP 04544-001 - Itaim Bibi - São Paulo - (11)3849 -3746

Desenvolvido por Diego Fávero