Artigos

 

7/1/2016
Planejamento estratégico: oportunidades na crise

Apesar de estarmos vivendo uma crise já vista em outros tempos, posso dizer com certeza: não se preocupem tanto, pois por mais escuro que pareça, existe uma luz no fim do túnel


Estamos revivendo uma crise já vista em outros tempos, sim, não é novidade, e o pessoal de minha geração para trás sabe do que estou dizendo: dólar alto, inflação subindo, bolsas em queda, desconfiança internacional, retração do PIB, governos enfiando os pés pelas mãos e por aí vai, e o pessoal mais novo, não tem ideia do que é isso tudo, mas posso dizer: não se preocupem tanto, pois por mais escuro que pareça, existe uma luz no fim do túnel.

Neste momento, além de tudo que ouvimos nos meios de comunicação sobre economizar, reduzir despesas, trocar o filé mignon por patinho, precisamos olhar para frente e limpar nosso “para-brisa”. Somos um país repleto de oportunidades, de nichos que, apesar da crise, crescem absurdamente, com ganhos acima dos 150%, como por exemplo, setores de estética, informática, bebidas, seguros que esperam fechar seus balanços com invejáveis R$ 9 bilhões faturados. Crise? Para eles não existe, sem contar setores que exportam, que com o aumento do dólar, passam a faturar mais.

Felizmente, quando pensamos em crescer, para aqueles que ainda não o fizeram, este é o momento de olhar para estes setores e construir nossas estratégias de atuação. O que temos, o que fornecemos, o que produzimos, em que podemos contribuir, como se adequar para atender estes setores, são questionamentos que precisamos nos fazer urgente. Dou exemplo: o setor de bebidas artesanais, e não estou falando de seu primo que faz cerveja no fundo do quintal, estão fechando seu ano com um crescimento acima dos 15%, e planejam aumentar sua oferta de cervejas em 2016, aumentando suas receitas em 5% acima da inflação. Uma das marcas conhecidas em Minas Gerais, de acordo com os meios especializados, quer investir algo em torno de R$ 7 milhões em novos equipamentos, dobrando sua produção para este ano.

O setor de cosméticos, beleza e estética é outro que cresce. Além das grandes indústrias de produtos, as clinicas são grandes responsáveis pelo aumento. De acordo com o SIDIESTÉTICA (Sindicato dos Empregadores em Empresas e Profissionais Liberais em Estética e Cosmetologia do Estado de São Paulo), o setor está contabilizando seus resultados, mas deverá fechar 2015 com um crescimento acima dos 150% em relação a 2014; loucura, mas é real.

Em cenários de crises, sem muitas perspectivas, assim como nós, empresas mudam sua forma de investir e de consumir, fugindo dos investimentos de longo prazo, preferindo administrar os de curto prazo. Neste momento, buscam investir em soluções, serviços e tecnologias que os auxiliem na redução de custos, na melhora de processos e de gestão, liberando-os para se preocuparem com o seu negócio, mesmo as em expansão, pois lucram mais.

Não estou dizendo para ignorar o cenário nacional atual, mas você já se perguntou o que você pode fazer para resolver isso? Temos problemas institucionais nunca vistos em nosso país, mas o que podemos fazer? Já existem muitas pessoas se preocupando com estas situações e garanto que nenhuma delas está olhando para o seu negócio. Ficar sentado lamentando e reclamando não resolverá, muito menos trará resultados positivos.

Pare e veja se não existem oportunidades batendo em sua porta e você não as está percebendo. Reveja suas estratégias, ou as crie para os que ainda não o fizeram, olhe para os setores que crescem na crise e adeque-se a eles, nunca é tarde. O que você prefere: reclamar da crise e afundar nela, ou ser mais um que cresce?

Planeje, cresça e faça diferente.

* Oerton Fernandes é administrador de empresas, professor e palestrante com especialização em gestão de negócios e MBA em vendas e marketing.

 Este texto foi publicado anteriormente no site www.administradores.com.br

 
         
Rua Doutor Alceu de Campos Rodrigues, 566 - Conjunto 1 - CEP 04544-001 - Itaim Bibi - São Paulo - (11)3849 -3746

Desenvolvido por Diego Fávero